domingo, 5 de julho de 2009

Três irmãs, três amigas (parte 1)

A convivência com minhas irmãs sempre foi muito boa, desde pequena, minha mãe nos ensinou que deveríamos ser amigas। Como em qualquer outra família, tínhamos nossas desavenças mas logo nos desculpávamos e a paz novamente reinava entre nós। Eu sou a irmã do meio, isso me possibilitou ter várias fases de amizade, com elas, primeiro com minha irmã mais velha, no começo da minha adolescência, me espelhava nela, queria ser como ela, nossa diferença é de 4 anos, eu queria me arrumar, me vestir igual a ela. seguia em quase todos os lugares , ela sempre muito atenciosa e educada, me aconselhava, me ensinava sobre as coisas que sabia, depois quando se casou eu senti muito sua falta mas continuamos muito ligadas, só que tudo ficou diferente, não tínhamos mais nossas conversas particulares, algo mudou entre nós, depois vieram as filhas e nossa amizade, passou para um grau maior, eu me tornei sua comadre, também, e aquela amizade de adolescente, se transformou. Hoje moramos em cidades distantes, mas mesmo assim, nosso relacionamento continua muito estreito, pois minhas sobrinhas, mais que sobrinhas eu as considero minhas amigas कुएरिदास.quando se casou ela foi morar em outra cidade, entescrevíamos muitas cartas, para contar as novidades, em todas minhas férias, eu ia visitá-la, que maravilha que era, para mim, acho que para ela também, eu gostava muito de viajar, principalmente que,ao chegar lá, fazíamos vários passeios, primeiro era só com ela e meu cunhado, depois com as meninas, jamais me esquecerei, dos momentos tão agradáveis que passei, que saudade, agora ela que vem nos visitar mais freqüentemente, as cartas, essas ficaram para trás, agora só alguns telefonemas e a vida continua diferएंटe daquela de antes,
minha querida irmã Cathi, sempre continuará em meu coração, não importa a distancia entre nós, नेम o tempo que passar estaremos ligadas para sempre., que maravilha ter te encontrado em minha família.e mais ainda, você ter me dado a graça de ter dois encanto de garotas, que eu amo muito, obrigada por tudo.

Um comentário:

Angélica disse...

Muito lindo esse texto....
Que bom que sou uma dessas meninas maravilhosas que vc disse!! hehe
Sempre amei receber suas cartas, suas visitas e nossos passeios.
As vezes penso que é tão ruim ter que crescer, amadurecer, não ter mais aquelas doces ilusões e sonhos de criança. Com o tempo temos a oportunidade de fazer nossas escolhas e trilhar nosso rumo, responsabilidade...essa é a palavra de 'gente grande'. Mas nem por isso perdemos a alegria e a vontade de voltar a sonhar como antes.
Te Amo Muito!! Sinto sua falta..beijinhus

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...